domingo, 4 de julho de 2010

com todos eles

.

Preciso agora só reorganizar essas palavras.
Não, recolocar.
Reescrever, com uma letra mais bonita.
 Talvez seja como remodelar uma pequena escultura de massinha
(aquela de criança).
Puxa, isso realmente faz ressurgir em minha mente algumas memórias resplandescentes
de meu passado recorrente.
Essas palavras estão confusas.
Preciso criar algum sentido mais concreto.
Algo mais profundo.

Talvez deva retornar ao início e reler, para que alguma ideia nova surga em meu pensamento.
Mas, é provável que isso não me ajude em nada.
É melhor escrever olhando pro teclado mesmo, sem me distrair.
 Minha inspiração instantânea vem do teclado.
O consciente é o teclado.
Invoco de meu subconsciente todas as informações necessárias para completar um texto.
Completar os textos.

Minhas costas doem, minha cadeira está meio quebrada.

Você tecla com todos os dedos ?

Estranhamente, mesmo escrevendo muito, ainda uso só os indicadores.

Eles já são diferentes dos outros dedos.
São endurecidos, estranhos.
Meus canais de passagem.

Através de meus indicadores libero as imagens de minha mente em forma lírica.
Não tão lírica assim.
E já estou me contradizendo de novo.

Mas, enfim. Meu irmão deve ter um pouco de massinha no quarto dele.
Acho que vou fazer um elefante.
Ou uma cabeça.

Talvez ela pense.

Mas não vou fazer indicadores para ela.
Menos um para que eu me sinta inferior.
Preciso é aprender a escrever com todos os dedos.

.

2 comentários:

  1. Algumas considerações:
    - massinha tem cheiro ruim.
    - fico feliz que você tenha entendido a intertextualidade. mas fica claro que você não fará direito...
    - é difícil usar todos os dedos. quer dizer, inclusive os mindinhos?

    ResponderExcluir
  2. outro dia um amigo comentou ao olhar uma fotografia. "haha, eu tava aprendendo a tocar violão, tá vendo meu mindinho de leproso, torto, solto no meio do ar?" ... e eu me lembrei de como meu mindinho doi recorrentemente ao escrever algo no computador. como se ele reclamasse por atenção. Então, sim, quando digo todos os dedos, incluo o mindinho à equação. eita dedo inútil. // fica claro que não farei direito, devo ter errado alguma ortografia, eu sempre erro alguma ortografia. ainda bem que quando escrevo no word o computador corrige (quase) tudo e quando escrevo no caderno as garotas que querem fazer literatura corrigem tudo. // sou neutro quanto ao cheiro da massinha. acho que tudo tem seu momento.

    ResponderExcluir