sábado, 22 de maio de 2010

homem de lata

.



Seria, meu amor, só mais uma ilusão
toda essa distância entre nós ?
ou talvez estejamos realmente separados
( nossos pensamentos em pura aflição )


é demais atroz
comparar-me ao homem de lata
sem coração.


Só Sinto-me dividido
confusamente repartido
ferido
talves iludido



uma parte insiste em pesar
enquanto a a outra flutua
em puro Hedonismo.


mas, apesar de tudo isso
resguardo teu viço
constante em meus pensamentos
talvez só esteja procurando
a perfeição


talvez a sua feição
seja a mais próxima
disso


O retorno de meus atos
se condensa em transtorno
desconheço o que me torno
o entorno me confunde

o último fato
e mais estranho
é que agora não tenho mais
a insônia
incômoda.



.









.

Nenhum comentário:

Postar um comentário