sábado, 21 de novembro de 2009

isso ?

.


quanto mais eu penso.
mais chego a conclusão de que a brincadeira,


de que a brincadeira nada mais é do que o espaço perdido.


o espaço perdido entre a verdade e a mentira.



.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

linhas



e a baleia, após seu útimo combate, seu único grande combate, mergulha para as profundezas.
E, na escuridão, se torna um só com o oceano.

Talvês.
Talvês algum dia, pequenas formas de vida (que para ela sempre pareceram bem menos desenvolvidas) possam acabar se misturando com seu corpo.
essa idéia parecia estranhamente confortavél nesse momento.

tão sozinha.

o sangue não escorria de suas feridas.
o sangue se espalhava pelas águas enquanto ela afundava.

uma vermelha núvem de fumaça rubra.

invisível.

é tudo tão escuro aqui.

impacto surdo.

bons sonhos nobre gigante.


.

.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

quanto custa ?



.


Ele era só mais um caixa.


Trabalhava em um supermercado, daqueles bem grandes, daqueles que quase parecem limpos, onde tem peixe quase fresco e onde tudo é quase organizado.


Ele não era bonito, mas, nem tão feio assim. O caixa, digo, não o supermercado.


Sentava em seu posto de trabalho no início da manha e ia embora ao fim da tarde (com um pequeno intervalo ao horário do almoço, no qual, sempre comia a mesma mesma refeição)


Sua fraca condição física (e acadêmica) impedia-o de exercer algum outro emprego.
Algum outro emprego que demandasse mais de sua condição física (e acadêmica), digo.


Era o único.
O único homem entre as outras pessoas no mesmo posto que ele.
  Nunca fora bom na proximidade com o sexo oposto.
     Sempre fora tímido demais, fechado demais.


Faltava-lhe autoconfiança.


E agora, não tinha nenhum(a) amigo(a) de trabalho.




sexta-feira, 13 de novembro de 2009

friday 13










detalhe da granja do meu amigo carlos.
sim... uma estatueta perdida no meio da grama, no meio do nada.

podia chamar essa de... colheita do nada. nah... muito tosco.



.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

woody allen ?




é.
aqui não ficou tão parecido.

...

alias ... nada parecido.
.

new flowers


na minha varanda.
laranja.
brilham de manha.
se vão a noite.
não tenho muito o que falar.

não sobre elas.



.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

porcaria

esse post é só mais uma bela porcaria. que nem os outros dois, que no caderno ficaram bons ... mas aqui ... nem tanto. chego a conclusão, de que uma coisa é escrever em um caderno, com desenhos e jeitinho, e outra é escrever um texto para por no blog. Desculpa. ja já melhoro o conteudo.

domingo, 1 de novembro de 2009

texto

.



Sou Eu.

aqui.

leia-me.
sou feito de simbolos.
unidos.
letras, soltas e encaixadas.

palavras.

eu

sou o que você acha que sou.
não passo disso.

tudo isso.

- edit -

sou um lixo.
um bicho
sem pé nem cabeça.
esqueça.
continuo o texto acabado.
comvexo complexo.
qual a matéria de física agora ?

tudo isso.
me perco.
o texto concerto.
concerto ?
mozart
bach
art.
pop art.
atirar
matar.

e tu ?
o que tu é ?
mais do que nada ou menos do que tudo ?
talvês nenhum dos dois.
me conta depois.



.





.